Nível de Atividade Física e Hábitos Alimentares de Adolescentes Escolares em Municípios da Grande Vitória/ES

Resumo: A preocupação com a obesidade infanto-juvenil justifica-se por seu aumento significativo na vida adulta, desde que a mesma caracteriza-se como fator de risco para o possível surgimento de doenças crônico-degenerativas. Pesquisas evidenciam que, quanto maior a antecipação do estabelecimento da obesidade, maior a chance de sua incidência na vida adulta. Diversos fatores etiológicos são descritos na literatura como precursores da alta prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes; o principal destaque refere-se ao estilo de vida inadequado, promovido pelo elevado consumo energético associado ao sedentarismo, resultando na obesidade. Estudos têm evidenciado que os maus hábitos alimentares nesta população, como o alto consumo de doces, chocolates, fast-foods, entre outros, podem resultar no aumento do acúmulo de tecido adiposo. Além disso, acompanhamentos longitudinais revelam que os baixos níveis de atividade física correlacionam-se com elevados índices de obesidade infanto-juvenil, sugerindo que adolescentes menos ativos serão possíveis adultos obesos e sedentários. Considerando a escassez de trabalhos que evidenciam a obesidade infanto-juvenil no Estado do Espírito Santo e a ausência de identificação de fatores etiológicos envolvidos neste processo, nosso objetivo será avaliar o nível de atividade física e os hábitos alimentares de adolescentes escolares em Municípios da Grande Vitória/ES.

Data de início: 2015-05-12
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Ana Paula Lima Leopoldo
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910