FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO

Nome: Sylvia Fernanda Nascimento
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 03/07/2012
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
José Francisco Chicon Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Gilmar de Carvalho Cruz Examinador Externo
José Francisco Chicon Orientador
Maria das Graças Carvalho Silva de Sá Examinador Interno
Zenólia Christina Campos Figueiredo Examinador Interno

Resumo: Procura responder ao objetivo de compreender as implicações de uma ação de formação continuada na prática pedagógica dos professores de Educação Física no processo de inclusão. A partir do projeto de extensão intitulado Formação Continuada de Professores de Educação Física para a Educação Inclusiva, foi criado um grupo de estudo, que denominamos Grupo Operativo de Formação (GOF). A ação de formação continuada contou com uma única turma, no período de fevereiro a junho de 2011, em um encontro presencial semanal, totalizando 20 encontros, com uma carga horária final de 120h. Participaram da ação de formação sete professores no início das atividades e se firmaram com quatro professores até o final do processo. A pesquisa se baseou nos pressupostos da pesquisa-ação crítico-colaborativa, utilizando como instrumentos e procedimentos de coleta de dados: a narrativa, o diário de campo e a entrevista. Da análise dos dados foram identificadas quatro categorias norteadoras das discussões: a) a formação dos professores em discussão; b) práticas pedagógicas inclusivas: refletindo o papel docente na Educação Física; c) prática político-pedagógica e a legitimação da Educação Física; d) percepção dos professores sobre o processo de formação experimentado no GOF. Os professores registraram considerações significativas que sustentam mudanças incrementais em sua atividade docente e transformação na concepção e atitude em relação às práticas de inclusão. Os resultados apontaram, por um lado, a dificuldade revelada por alguns professores de Educação Física em compreender o que é a inclusão de alunos com deficiência nas aulas, como realizar a intervenção, como organizar ambientes de aprendizagem em que todos os alunos possam aprender no mesmo espaço-tempo. E por outro lado, põem em evidência a importância desse tipo de ação de formação, em que, na companhia de seus colegas de trabalho, permita maior troca de experiência, estimula a prática reflexiva e, colabora para que o professor encontre respostas às suas reais necessidades.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910