Produção dos saberes curriculares nas práticas pedagógicas: pensando a Educação Física nas Escolas de Ensino Fundamental de Vitória (ES)

Nome: Bruno de Oliveira e Silva
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 23/04/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Felipe Quintão de Almeida Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Felipe Quintão de Almeida Orientador
Ivan Marcelo Gomes Examinador Interno
Marcílio Barbosa Mendonça de Souza Junior Examinador Externo
Marcos Garcia Neira Examinador Externo
Mariana Zuaneti Martins Examinador Interno

Resumo: Este estudo de tese está localizado na área de concentração “Estudos Pedagógicos e Socioculturais da Educação Física”, na linha de pesquisa “Educação Física, cotidiano, currículo e formação docente” do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal do Espírito Santo (PPGEF/UFES). O objetivo do mesmo foi problematizar, analisar e entender como são produzidas as relações de saberes entre a proposta curricular estadual do Espírito Santo (ES) para a Educação Física e suas práticas pedagógicas nas escolas estaduais que possuem Ensino Fundamental na cidade de Vitória/ES. A pesquisa organizou-se em três movimentos. a) Aspectos introdutórios e Capítulo 1: remonta a minha história; mostra a construção do objeto, objetivo e questões de pesquisa; ensaia um breve debate sobre o currículo como linguagem; delineia os meus caminhos investigativos, pautados no Currículo Básico Escola Estadual (CBEE) como artefato pedagógico/cultural, nos estudos culturais, na análise cultural, no circuito da cultura, e das 10 (dez) entrevistas semiestruturadas produzidas [6 (seis) professores/as, 2 (dois) pedagogos/as, 2 (dois) diretores/as] e do diário de campo das escolas Alfa, Beta e Gama, realizado no ano letivo de 2018 (SILVA, 2018). b) Este movimento versa sobre a operacionalização do componente curricular Educação Física e suas relações de saber. O Capítulo 2 foca nos documentos prescritos que podem ter pretensões curriculares (LDB; DCN; CBEE; PP’s e documentos produzidos pelos/as professores/as), buscando nortear um projeto educacional e de escolarização dos sujeitos, anteposto nos preceitos do mundo do trabalho, das competências e habilidades. Já no terceiro capítulo, analiso o prescrito, o dito, o visto e o vivido dos conhecimentos/saberes/conteúdos perpassados pelas: práticas pedagógicas e discursivas; (im)possibilidades do cotidiano escolar; e relações de saberes. Assim, percebem-se os vínculos da EFI com a “cultura corporal” e/ou “cultura corporal humana” e os entendimentos no espaçotempo escolar sobre o que o componente curricular é: i) normalizado e burocratizado; ii) responsável por certo controle dos comportamentos; iii) salvacionista e edificador de valores por si só, instituídos nas práticas do esporte e da saúde; iv) o componente que incomoda. c) O último movimento analisa a gestão, planejamento, organização e estrutura da Educação Física nas escolas. O quarto capítulo subscreve as condições entre o que é esperado e desejado pelo corpo administrativo e o que professores/as e alunos/as julgam ser possível realizar, apontando para discursos e anseios diferentes. O último capítulo verbaliza acerca de “como” e de “quem” faz a Educação Física no currículo escolar, mostrando que as aulas são constituídas de relações e tensões entre as instituições, os sujeitos e os saberes que flertam ou refutam seus rituais de práticas com investimentos/desinvestimentos pedagógicos, de acordo com as micropolíticas de negociações estabelecidas no cotidiano escolar. Por fim, é esse conjunto de movimentos e relações que definem o que é Educação Física em cada escola, transformando esse componente ora em reflexões críticas sobre elementos sociais, culturais e políticas, ora em atividade ritualística de ocupação dos sujeitos escolarizados.

Palavras-chave: Educação Física. Currículo. Práticas pedagógicas. Relações de saber. Escola.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910