A Educação Física no Exame Nacional do Ensino Médio: trajetória, conceitos e práticas pedagógicas

Nome: Rodrigo Marques
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 27/10/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Wagner dos Santos Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Amarílio Ferreira Neto Examinador Interno
Antonio Henrique Pinto Examinador Externo
Danilo Sales Bocalini Examinador Interno
José Airton de Freitas Pontes Junior Examinador Externo
Juliana Martins Cassani Examinador Externo
Wagner dos Santos Orientador

Resumo: Esta Tese analisa se o praticado que legitima e diferencia a Educação Física dos demais componentes curriculares no contexto da educação básica vêm sofrendo com uma teorização excessiva para que se dê ênfase, aos conteúdos que vêm sendo valorizados pelo Enem. Investiga se a entrada da Educação Física no Enem, após sua reconfiguração, tem tensionado as práticas pedagógicas de professores da disciplina para que eles teorizem mais sua intervenção, atendendo assim, as exigências relacionadas ao exame. Assume como referência os pressupostos teórico-metodológicos da História Cultural (BLOCH, 2001; CERTEAU, 2012; GINZURG, 2002), da Abordagem do Ciclo de Políticas Públicas (BOWE; BALL; GOLD, 1992; BALL, 1994a; MAINARDES, 2006) e da Sociologia da Educação (CHARLOT, 2000). Para a produção das fontes utilizamos: os indexadores visando conhecer a produção intelectual, nacional e internacional sobre os exames estandardizados; os documentos que fundamentam a utilização do Enem de acordo com a portaria do Ministério da Educação MEC nº 438/1998, que o institui como procedimento de avaliação do desempenho das competências e habilidades de estudantes e entrevista semiestruturada com professores de Educação Física e Pedagogos atuantes nas escolas da Sedu, melhores ranqueadas no Enem. A tese possui três eixos de análise, intrinsecamente relacionados: 1) A discussão conceitual dos exames estandardizados de acordo com sua natureza (nacional ou internacional); seus propósitos (certificação e/ou produção de metadados); e seus efeitos (moderate stakes ou high stakes – moderados ou de alto risco; low stakes – sem efeitos ou com efeitos fracos); 2) O processo histórico da inserção da avaliação de desempenho de estudantes do ensino médio Enem nos documentos oficiais; 3) A apropriação dos saberes (práticas pedagógicas) relacionados com o Enem, realizados por Pedagogos e professores de Educação Física Sedu, visando a preparação dos estudantes para realizarem o exame. Com base nos principais achados, a tese refuta a hipótese de que a entrada da Educação Física no Enem, após sua reconfiguração, tem tensionado as práticas pedagógicas de professores da disciplina para que eles teorizem mais sua intervenção, atendendo assim, as exigências relacionadas ao exame contribuindo para a teorização excessiva do componente curricular Educação Física no espaço do ensino médio.

Palavras Chave: Exames estandardizados; Avaliação em larga escala; Enem; Educação básica; Educação Física.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910