Formação inicial de professores de Educação Física na modalidade a distância: aprendendo com a experiência do Cefd/Ufes

Nome: Mariana Pozzatti
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 10/08/2018
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Amarílio Ferreira Neto Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Amarílio Ferreira Neto Orientador
Ana Cláudia Silvério Nascimento Examinador Externo
André da Silva Mello Examinador Interno
Kezia Rodrigues Nunes Examinador Externo
Silvana Ventorim Examinador Externo
Wagner dos Santos Examinador Interno

Resumo: Os anos 2000 foram marcados por iniciativas voltadas à formação de professores no Brasil, resultantes de movimentos da década de 1990, que reforçavam as necessidades do campo educacional. Dentre elas, destaca-se a expansão da Educação a Distância (EaD), modalidade de ensino apresentada como possibilidade formadora pela LDBEN n°. 9.394/1996. Uma ação derivada dessa expansão se deu entre os anos 2008 e 2014, no Centro de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Espírito Santo, com a oferta única do Pró-Licenciatura Fase II, programa que se constituiu como projeto de formação para 216 professores(as)-estudantes envolvidos com/na Educação Física nos diferentes municípios do Espírito Santo. Considerando a especificidade da proposta e a carência de estudos que se dedicam ao objeto investigado, este trabalho busca compreender as dimensões política, institucional, curricular e epistemológica do Curso realizado no Cefd/Ufes, falando da sua história do presente, mas voltando-se também para o seu passado recente (BLOCH, 2001). Como objetivos específicos, concentra-se em: a) realizar estudo de revisão sobre a temática formação de professores em EaD no Brasil no período de 1997 a 2014; b) definir os conceitos educação a distância, formação de professores, formação na Educação Física como sustentação das discussões sobre o tema; c) contextualizar o Pró-Licenciatura desenvolvido no Cefd/Ufes, levantando os elementos que desenharam a sua implementação e materialização na instituição de ensino; d) investigar as leituras que os envolvidos na proposta de formação do Pró-Licenciatura em Educação Física do Cefd/Ufes fazem dos processos formativos do curso; e) evidenciar elementos estruturantes da formação de professores de Educação Física na modalidade a distância, garantindo as especificidades da área de conhecimento disciplinar. Para tanto, fundamenta-se na experiência investigada, nas contribuições e discussões da produção acadêmica sobre o tema das últimas décadas e no delineamento teórico que sustenta os conceitos estruturantes Tecnologias, Educação a distância, Formação de professores e Formação de professores em Educação Física. Realiza estudo qualitativo, que se assume na articulação entre pesquisa bibliográfica, documental e de campo. As duas primeiras ocorrem em três etapas e envolvem: a) documentos constituidores do curso analisado e seu material didático; b) produção acadêmica sobre formação de professores a distância no Brasil; c) levantamento bibliográfico de livros e artigos que explicitam os temas estruturantes da investigação. A terceira pesquisa lida com os participantes da proposta formadora e suas relações e percepções sobre o curso, utilizando a entrevista compreensiva como técnica e método de trabalho (KAUFMANN, 2013). Dialoga com os conceitos de uso, consumo, apropriação, estratégias e táticas de Certeau (1995, 2009). Fundamenta-se em Nóvoa (1992, 2002, 2004, 2007, 2009) para discutir formação de professores dentro da profissão e em Josso (2010) para compreender as memórias que foram trazidas nas recordações-referência das narrativas orais produzidas pelos participantes. Com o apoio desses interlocutores e da produção acadêmica de edição especial de periódico da Educação Física sobre a formação docente na área sociocultural, aborda as especificidades da área e o desafio de pensar a formação na modalidade a distância. Conclui que a inclusão digital foi a aprendizagem mais significativa do curso, mas, destaca que a proposta de formação, apesar de aproximar-se do perfil de egresso que buscava habilitar no PPC investigado, apresenta lacunas quanto a função de formar para a relação com o saber na Educação Física, não alcançando a ideia de formação dentro da profissão que é defendida como imprescindível na formação de professores de Educação Física na modalidade EaD.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910