"AO AR LIVRE: UM ESTUDO NA ACADEMIA POPULAR DE SANTO ANTONIO EM VITÓRIA/ES".

Nome: Sayonara Carla dos Santos Pinto
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 29/09/2015
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Felipe Quintão de Almeida Orientador
Ivan Marcelo Gomes Co-orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Carlos Nazareno Ferreira Borges Examinador Interno
Felipe Quintão de Almeida Orientador
Ivan Marcelo Gomes Coorientador
Rosalvo Luis Sawitzki Examinador Externo
Ueberson Ribeiro Almeida Examinador Externo

Resumo: Este estudo teve como principal objetivo compreender os elementos que caracterizam o processo de promoção de saúde no espaço público da Academia Popular de Santo Antônio em Vitória-ES. A Academia tem a prática da musculação como atividade principal. Esta proposta de investigação se caracteriza como um estudo de natureza etnográfica (STIGGER, 2002). Foram realizadas 53 visitas ao lócus da pesquisa no período entre outubro de 2013 a janeiro de 2015, durante o turno matutino em horários variados. As análises partiram da aproximação com o lócus da pesquisa e inserção no mesmo, da descrição da Academia Popular de Santo Antônio, da caracterização do local no qual a Academia se localiza e da apresentação do Projeto Político Pedagógico das Academias Populares de Vitória. A partir daí, apontamos a história das academias de ginástica e musculação no Brasil considerando os estágios de desenvolvimento das mesmas. Nesse contexto foram feitas considerações relacionando a Academia Popular de Santo Antônio com os referidos estágios de desenvolvimento. Realizou-se, além disso, a discussão sobre algumas diferenças marcantes entre as academias privadas de musculação e a Academia Popular de Santo Antônio. Foram analisadas, também, as “tecnologias da saúde” (MERHY, 2002) compartilhadas pelas professoras da e na Academia Popular. Foi evidenciada a importância do uso, em específico, das “tecnologias leves” no processo de promoção de saúde desenvolvido pelas professoras na Academia Popular. Nesse aspecto, torna-se interessante a reflexão acerca de questões, essencialmente, relacionadas aos vínculos e acolhimentos estabelecidos entre os sujeitos do lócus da pesquisa. A análise dessa característica configura a questão da sociabilidade. Esta é pensada a partir das falas e dos acontecimentos do dia-a-dia do lócus da pesquisa, que revelam como a promoção da saúde pode se relacionar, ou mesmo estar ligada, diretamente, com as ações de vínculos e acolhimentos entre os sujeitos envolvidos, de uma forma geral, com os projetos da área da saúde.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910