As produções culturais das crianças como eixo de articulação curricular da Educação Física com a Educação Infantil

Nome: Bethania Alves Costa Zandominegue
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 30/11/2018
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
André da Silva Mello Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Amarílio Ferreira Neto Examinador Interno
André da Silva Mello Orientador
José Francisco Chicon Examinador Interno
José Luiz Cirqueira Falcão Examinador Externo
Vânia Carvalho de Araújo Examinador Externo

Resumo: Esta tese apresenta, como objeto de estudo, as produções culturais das crianças no trabalho pedagógico da Educação Física com a educação infantil, por meio de campos de experiências com temáticas oriundas da cultura popular. Focaliza essas produções culturais como eixo de articulação curricular na educação infantil. Tem como objetivos: analisar como os principais documentos orientadores da educação infantil, no Brasil e no município de Vitória/ES, concebem a criança e, com base nessa concepção, organizam a dinâmica curricular e os modos de operar na/com a primeira etapa da educação básica; verificar como a produção acadêmica da Educação Física tem dialogado com esses documentos; investigar de que maneira a mediação pedagógica da Educação Física com a cultura popular se estabelece na dinâmica curricular com os diferentes campos de conhecimento e sujeitos no cotidiano da educação infantil; identificar as produções culturais das crianças na mediação pedagógica da Educação Física com a cultura popular, observando de que forma essas produções podem ser consideradas na dinâmica curricular da educação infantil. Para tanto, combina a Análise Documental, a Pesquisa-Ação Colaborativa e a Etnografia com crianças, dada a natureza do objeto e dos objetivos da pesquisa. Os dados foram produzidos com os diferentes sujeitos (professores de Educação Física, professoras de sala, bolsistas do Programa de Iniciação à Docência (Pibid/EF/Ufes), equipe pedagógica de um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI), famílias e crianças), por meio de diferentes fontes, como diário de campo, narrativas, registros de áudio, entrevistas semiestruturadas, imagens iconográficas, vídeos e desenhos das crianças. Os dados produzidos pela Pesquisa-Ação Colaborativa foram submetidos a um processo de análise e categorização por parte da pesquisadora e densamente entrelaçados. A análise interpretativa dos dados etnográficos ocorreu por meio de um processo de articulação interativa entre as categorias de análise. Como num emaranhado de “fios e nós,” as singularidades percebidas no cotidiano da inserção foram articuladas em um processo contínuo de produção do “conhecimento em redes” de sentidos e significados. O conjunto dos dados produzidos pela composição metodológica adotada neste estudo aponta o reconhecimento da criança como sujeito de direitos, produtora de cultura, e a escola como espaço de diálogo e valorização das produções culturais infantis, como aspectos fundamentais, subjacentes aos principais documentos orientadores da educação infantil, que favorecem a materialização de um currículo articulado com base na centralidade das crianças e de suas produções. Evidencia que os campos de experiências com as temáticas da cultura popular fomentam importantes canais de comunicação com as produções culturais infantis e as diferentes áreas, linguagens e sujeitos que praticam o cotidiano educativo. Destaca a incorporação dos saberes oriundos das culturas populares nas brincadeiras já praticadas pelas crianças como estratégia que amplia condições para que elas compartilhem e produzam novas culturas. Denota os desafios encontrados para a materialização de um currículo articulado com as diferentes áreas e sujeitos a partir das mediações da Educação Física com a cultura popular, como a questão da religiosidade, a resistência de algumas professoras ao trabalho colaborativo, a ausência de mediação pedagógica e espaço/tempo de planejamento coletivo entre as docentes.

Palavras-chave: Educação Física. Educação infantil. Composição metodológica. Cultura popular.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910