Representações sociais dos praticantes da Escolinha de Esportes de Vitória: sentidos produzidos e reorientações pedagógicas

Nome: Jéssica de Souza Silva
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 14/07/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
André da Silva Mello Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Amarílio Ferreira Neto Examinador Interno
André da Silva Mello Orientador
Dirce Maria Correa da Silva Examinador Externo

Resumo: A dissertação investiga as representações sociais que praticantes – adolescentes e docentes – da Escolinha de Esportes de Vitória/ES construíram acerca desse projeto social. Os objetivos da pesquisa são: a) identificar o núcleo central das representações sociais dos praticantes sobre o projeto Escolinha de Esportes; b) compreender, a partir desse núcleo, os diferentes sentidos construídos pelos adolescentes e docentes em suas relações com as práticas esportivas ofertadas pelo projeto; c) discutir, com base nas representações sociais dos seus praticantes, reorientações pedagógicas para a Escolinha de Esportes. Trata-se de uma pesquisa descritivo-interpretativa, ancorada na Teoria das Representações Sociais, com foco no Núcleo Central dessas representações. Os dados foram produzidos por meio de entrevistas semiestruturadas, realizadas com 108 adolescentes do projeto e com 7 professores que nele atuam. Posteriormente, as entrevistas foram descritas, programadas e submetidas ao software Iramuteq, que gerou os seguintes instrumentos de análise: nuvem de palavras, análise de similitudes e a classificação hierárquica descendente. Em caráter complementar aos dados sistematizados pelo software, utilizou-se excertos das falas dos entrevistados, que foram interpretados pela Análise do Conteúdo. Os dados produzidos sinalizam a palavra jogar como núcleo central das representações sociais dos adolescentes e a palavra esporte como núcleo central das representações sociais dos docentes. Desses núcleos, derivam os diferentes sentidos atribuídos pelos praticantes ao projeto. Percebe-se convergências entre as representações sociais dos adolescentes e dos docentes, sobretudo, no que tange à valorização do treinamento e da competição esportiva. Com base na fala dos entrevistados, essas dimensões não são contraditórias ao desenvolvimento da inclusão social, do respeito e da autonomia, valores preconizados pelo projeto. Embora convergentes, há um descompasso entre as expectativas dos adolescentes em relação à prática esportiva e o modo como as modalidades são ofertadas, especialmente no que se refere a progressão pedagógica, sinalizando necessidade de reorientação pedagógica na forma de conduzir o trabalho docente no projeto.

Palavras-chave: Projeto social. Esporte. Representações sociais. Praticantes.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910