Educação Física e Teoria Política

Código: PGEF-09
Curso: Mestrado em Educação Física
Créditos: 4
Carga horária: 60
Ementa: Estudo das principais relações entre categorias do universo teórico das ciências políticas que fazem interface com as investigações e intervenções no campo da Educação Física: Estado, democracia, Cidadania; público e privado; Gestão, trabalho; Sociedade civil, Movimentos sociais; estruturas sociais e sistemas políticos.
Bibliografia: AHLERT, Alvori. Cidadania participativa: um referencial da Educação Física para uma educação cidadã. Lecturas Educación Física y Deportes, v. 12, p. 1-11, 2007.

BOBBIO, Norberto. MATTEUCCI, Nicola, PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de Política (Vo. 1 e 2) 13 ed.. Brasilia: Editora da Universidade de Brasilia, 2007.

BORGES, Carlos Nazareno Ferreira et al. Políticas Públicas de Esporte e Lazer no Espírito Santo: Políticas de Governo X Políticas de Estado. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Sociologia. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Sociologia/UFRJ, 2009.

CIOTOLA, Marcello. “A crítica de Rawls ao utilitarismo”. In: MAIA; MELO; CITTADINO; POGREBINSCHI (Org.). Perspectivas atuais da filosofia do direito. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 2005. p. 167-187.

CITTADINO, Gisele. “‘Invisibilidade’, Estado de Direito e Política do Reconhecimento”. In: MAIA; MELO; CITTADINO; POGREBINSCHI (Org.). Op. Cit., p. 153-166.

LAFER, CELSO. “Os direitos humanos como construção da igualdade. A cidadania como o direito a ter direitos”. In: ______. A reconstrução dos direitos humanos. Um diálogo com o pensamento de Hannah Arendt. São Paulo: Cia das Letras, 1988, p. 146-166.

HEIDEMANN, Francisco G.; SALM, José Francisco (ORG’s). Políticas Públicas e Desenvolvimento: Bases Epistemológicas e Modelos de Análise. Brasília: Editora da UnB, 2009.

HONNETH, Axel. “Padrões de reconhecimento intersubjetivo: amor, direito, solidariedade”. In: ______. Luta por reconhecimento. A gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo, Ed. 34, 2003, p. 155-211.

MARSHALL, Thomas Humprey. Cidadania, Classe Social e Status. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1967 (capítulo 3).

PADILHA, Valquiria. Se o Trabalho é Doença, o Lazer é Remédio? In: MULLER, Ademir e DA COSTA, Lamartine (ORG). Lazer e Trabalho: Um único ou múltiplos Olhares?. Santa cruz do Sul: EDUNISC, 2003.

QUINTANEIRO, Tânia, BARBOSA, Maria L. de Oliveira, OLIVEIRA, Márcia Gardênia Monteiro. Um Toque de Clássicos: Marx, Durkheim, Weber. 2 Ediçào revisada e ampliada. Belo Horizonte: editora UFMG, 2003.

SANTOS, Boaventura de Souza. Pela Mão de Alice. 2 Edição. São Paulo: Cortez, 1996.

SEN, Amartya. “Liberdade e os fundamentos da justiça”. In: ______. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Cia das Letras, 2000, p. 72-108.

VEBLEN, Thorstein. A teoria da classe ociosa – Um estudo econômico das instituições. Os pensadores. Rio de Janeiro: Abril Cultural, 1974. (capítulos 1,2,3 4,5, 6, 10, 12; 14)

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910